domingo, 27 de novembro de 2011

Axioma LIX


“A cada dia temos de comer uma pequena fatia

 do bolo do conhecimento.”

sábado, 12 de novembro de 2011

Hora certa




Eu hoje acordei com a sensação
De estar no rumo certo
Quero ter você por perto
Para te fazer feliz

Diga para mim que é verdade
Que deixou a porta aberta
E eu cheguei na hora certa
De invadir seu coração

Me leve para deitar na sua cama
Dê-me o mel de sua boca
Que eu vou te deixar louca
De amor e de prazer
  
Uma coisa eu confesso
Com o amor que sinto agora
Não consigo ir embora
E deixar você para trás

Alex Dahlke

Imagem: Google imagens

sábado, 5 de novembro de 2011

As melhores poesias de 2011



Recentemente tive uma grata surpresa em saber que uma de minhas poesias tinha sido escolhida entre as melhores de 2011, pela Câmara Brasileira de Jovens Escritores.
Foi uma notícia que me deixou muito feliz, pois não há algo mais gratificante para um escritor do que ter reconhecido o seu trabalho. E o principal reconhecimento é o dos leitores, que alimentam a alma de um poeta.
Esta semana uma pessoa me falou uma frase muito marcante, que levarei para sempre comigo. Ela disse que "a poesia pode salvar uma vida". Fiquei refletindo sobre isso e consegui ter uma ideia do alcance de um poema na vida de uma pessoas.
Vida que deve ser recheada com um amor simples e sem amarras. Porque as coisas não precisam ser complexas para que tenham valor. Um exemplo do que estou dizendo é a própria poesia, que está entre as escolhidas, escrita em oito singelos versos.

Para ler, basta clicar Dose certa.

Um grande abraço a todos os meus amigos e amigas, que acreditam na vida!

Alex Dahlke

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Qual caminho seguir?

Não foi meu desejo

Nem por um momento

Estar aqui


Mas hoje me vejo

Em uma encruzilhada

Sem saber para onde ir


As placas estão apagadas

E não informam mais

Qual caminho seguir


Voltar é impossível

O presente é o que importa

E eu tenho de decidir


É a curva da estrada

Chorar não resolve

Só resta agir


No fundo do poço

Cair não dá mais

Então vou subir


Na escola da vida

Entre erros e acertos

Com o passado aprendi


Que Deus me vigie

Pela fé que me move

Uma certeza eu tenho

Não quero ficar aqui

Alex Dahlke