terça-feira, 26 de abril de 2016

Mais bela poesia


Toda vez que me afasto
Sem você eu não me basto
Peito parte ao meio
O que antes era belo
Mostra o lado feio

Coração fica deserto
Quero você bem perto
Tenho vontade de você

Minha musa inspiradora
De meu sorriso a criadora
Que na arte de amar
Passou a me ensinar
Tudo o que preciso ser
Tudo o que preciso ter

E ao meu lado te trazer
Foi a mais bela poesia
Que eu poderia escrever
Minha linda, minha amada
Meu brilho, meu prazer

Alex Dahlke

Nenhum comentário:

Postar um comentário